sexta-feira, 26 de junho de 2009

Estão abertas as inscrições para IV CONCURSO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS - PESQUISA E EXTENSÃO - DO CEJURPS.

O CARB informa que estão abertas as inscrições para IV CONCURSO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS - PESQUISA E EXTENSÃO - DO CEJURPS.
.
A inscrição dos artigos pode ser feita até o dia 16 de agosto pelo site www.univali.br/eventos.
.
Maiores informações através do Edital no link abaixo:

Apóie o projeto de iniciativa popular pela revogação da lei estadual de incentivo as OS's e que permite a privatização dos serviços públicos.

O MUCAP – Movimento Unificado contra a Privatização - está promovendo uma campanha de coleta de assinaturas para revogar a Lei Estadual de Incentivo as Organizações Sociais (Lei nº 12.929, de 04 de fevereiro de 2004). As OS's já estão atuando em nosso Estado, foram criadas pelo governo Luiz Henrique para gerenciar serviços essenciais à população, como saúde e educação.

Muitas destas Organizações Sociais passam a cobrar pelos serviços, tiram o direito do povo ao livre acesso aos serviços públicos, que deve ser oferecido a toda a população que já paga tributos para isso. Essa transferência da execução do serviço, que é dever do Estado, para essas organizações são verdadeiras privatizações disfarçadas.

Neste momento, o governo do Estado de Santa Catarina já entregou ao lucro privado o Hemosc, o banco de sangue dos catarinenses; o Cepon, que faz o tratamento de pacientes com câncer; o Hospital Infantil de Joinville, ainda novinho em folha; e pretende também entregar outros setores essenciais, como o Instituto Estadual de Educação, maior escola de ensino fundamental e médio da América do Sul.

Além disso, essa nova forma de administração privada do que é público, passa a empregar trabalhadores sem concurso público, retirando muitos direitos dos servidores já contratados, que ficam cedidos para as tais organizações.

Para você ser também autor desta lei de iniciativa popular, basta você trazer anotado de casa o número do seu título de eleitor e da sua carteira de identidade. Aí é só assinar e preencher os dados necessários nas listas que estão na sede do CARB. A campanha deve atingir pelo menos 20 cidades de Santa Catarina, com a coleta de 50 mil assinaturas.

Federalização da FURB é consenso em sessão solene que homenageou os 45 anos da instituição.

Extraído de: Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina - 09 de Junho de 2009
.
A sessão solene da Assembleia Legislativa em homenagem aos 45 anos da Fundação Regional Universitária de Blumenau (FURB) foi marcada pelo apoio e apelos à federalização da instituição. Na semana passada, projeto que prevê a transformação da FURB em uma universidade federal foi aprovado na Comissão de Constiuição e Justiça do Senado Federal, seguindo agora para a Comissão de Educação. No dia anterior ao evento, um grande número de alunos e servidores fez uma manifestação em favor do projeto. Portando faixas e cartazes e ao grito de guerra de: "FURB federal", marcaram presença no evento.
.
A participação dos estudantes e da comunidade mostrou que com muita energia pode se mudar os rumos. Foi através de um plebiscito, com 98% de manifestações positivas, que a comunidade do Vale do Itajaí optou por universidade pública.
.
O presidente do Comitê FURB Federal, Valmor Schiochet, comentou que a homenagem prestada pela Assembleia é de compromisso com a história e com o futuro de uma instituição que quer ser plenamente pública e comprometida efetivamente com as necessidades da comunidade. "A melhor homenagem é lutarmos pelo futuro da educação gratuita, da FURB federal. Trata-se de uma luta por um direito, por uma política de acesso à educação", destacou.
.
Obs: o CARB apóia a federalização da Furb e entende que sua aprovação abrirá um precedente para a reestatização das universidades fundacionais do sistema Acafe, como a Univali, que estão passando por um profundo processo de privatização. Somente a recuperação do caráter público poderá salvar essas faculdades.

CARB promove manifestação por melhorias no estacionamento e por um diálogo pelo fim da sua privatização!

O CARB, no último dia 24 de junho, promoveu no campus da UNIVALI de Balneário Camboriú um ato simbólico de manifestação contra a atual situação do estacionamento gerido pela empresa Estapar.
.
As reivindicações são melhorias no estacionamento como uma entrada para pedestres no portão principal e o calçamento de todo o estacionamento. Ressalta-se que tais melhorias estão previstas no contrato da Estapar com a Univali.
.
O ato, que contou com representante da União Catarinense dos Estudantes, também tinha por objetivo iniciar uma discussão pelo fim da privatização do estacionamento. O CARB entende que o atual modelo privado de gestão representa um dos pontos da mercantilização da Univali, em que se paga por tudo, lembrando que o dinheiro paga pelos estudantes serve para promover lucros para a Estapar, sem qualquer retorno para o ensino promovido pela Univali.
.
A idéia é pressionar para a realização das melhorias no período das férias, além disso o CARB procurará o diálogo junto a Univali para aprofundar o debate sobre um outro modelo de gestão do estacionamento.
.
A manifestação serviu para demonstrar que os estudantes estão ligados nas questões pertinentes a Univali e que estarão cobrando de forma mais forte caso as melhorias não sejam feitas.

Ata - Reunião Aberta do CARB - Dia 25/06.

Ao dia vinte e cinco de junho do ano de dois mil e nove, às dezoito horas na sede do Centro Acadêmico, iniciou-se a reunião aberta do CARB. Na pauta, informes gerais, planejamento para o segundo semestre e campanha do Movimento Unificado Contra As Privatizações (MUCAP). Foi dado o informe acerca do evento que ocorrerá em Florianópolis sobre os cinco anos da Revolta da Catraca. Aprovou-se a impressão de cópias sobre o material referente a reestatização do sistema Acafe, a fim de conscientizar os acadêmicos sobre o assunto. Nadiene propôs que fosse distribuído material para coleta de sugestões junto aos acadêmicos, tendo sido aprovado que o próximo boletim informativo conterá espaço para tal. Discutiu-se a data para uma reunião da diretoria do CARB antes do período de férias, uma reunião de final de semestre para o planejamento do cronograma do segundo semestre e das tarefas a serem feitas nas férias. Debatendo com os membros a data deverá ser dia três de julho às dezenove horas, ou dia quatro às quatorze, ou ainda dia onze as quatorze. A data será definida ao longo da semana com base nos compromissos pessoais de cada um. Fica definido que nesta reunião será deliberado sobre as camisas e adesivos do CARB, o Cine CARB e Ciclo de Palestras a serem feitos no segundo semestre, a edição do Boletim CARB de julho e agosto, o grafite e a ouvidoria, o Grito dos Excluídos e a campanha “O petróleo tem que ser nosso”, além de qualquer outra sugestão de evento ou ação a ser feita pelo CARB. Por fim, acerca da campanha do MUCAP por uma lei de iniciativa popular que revogue a lei estadual de incentivo as organizações sociais, o CARB divulgará a campanha e as listas de coleta de assinaturas, colando cartazes em cada sala. Nada mais havendo a tratar, deu-se por encerrada a reunião, eu, Allan Muller Schroeder, lavro a presente ata.

Ata - Reunião Aberta do CARB - Dia 10/06.

Aos dez dias do mês de junho, às dezoito horas, deu-se início a reunião aberta extraordinária em virtude do feriado na sede do Carb.Estiveram presentes Allan, Ellen, Simone e Ieda. Na pauta: Manifestação contra irregularidades do estacionamento, Congresso da União catarinense dos estudantes (conuce) e informes. Acerca da mobilização, deliberou-se que a panfletagem de divulgação se dará nos dias dezoito e dezenove de junho e a última passagem nas salas será nos dias vinte e dois e vinte e três do mesmo mês. Taís fará a divulgação da manifestação, nos meios de comunicação disponíveis do Carb.É de suma importância a participação de todo o grupo na passagem das salas, bem como, no dia da manifestação que será no dia vinte e quatro ás dezoito horas e trinta minutos, tendo em vista, que o horário marcado foi pensado para facilitar a presença de todos. O Carb se fará presente nos dias treze e quatorze de junho no conuce, defendendo a estatização do sistema acafe, a democratização na universidade pela participação discente nos conselhos deliberativos e denunciando o processo leviano que ocorreu para a escolha dos delegados, onde alguns acadêmicos se auto denominaram representantes dos estudantes sem a legitimidade do voto dos mesmos.Allan, efetuou uma explanação sobre o mucap, foi distribuída aos presentes a cartilha explicativa do movimento que inclusive, encontra-se disponível na sede do carb a título de conhecimento dos acadêmicos. A adesão ao abaixo - assinado e a participação do carb no movimento foi acatada pelos presentes. Nada mais havendo a ser deliberado, eu Nadiene de Nicoló Ávila encerro e lavro a presente ata.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

DIA 24/06 - ÀS 18H30 - Ao lado da cantina - MANIFESTAÇÃO POR MELHORIAS NO ESTACIONAMENTO E PELO FIM DE SUA PRIVATIZAÇÃO!


Convocamos todos os acadêmicos do campus de Balneário Camboriú para participarem da manifestação contra os problemas do estacionamento, pela realização de melhorias e por uma ampla discussão pelo fim da sua privatização!

Somente através de ações coletivas poderemos conquistar MUDANÇAS!

A concessionária responsável pelo estacionamento teve seu contrato renovado SEM LICITAÇÃO, você acha isto correto por parte de uma instituição que recebe verbas públicas como a Univali? A empresa ainda descumpre o contrato ao não realizar o calçamento e nem uma entrada específica para pedestres.

Como se não bastasse pagarmos nossas mensalidades, ainda somos explorados por uma empresa que só visa à obtenção de lucros. Não agüentamos mais pagar por tudo e exigimos:

1) Realização imediata de melhorias!
2) Uma discussão ampla pelo fim da privatização do estacionamento!

24 DE JUNHO - QUARTA-FEIRA - ÀS 18H30
Ao lado da cantina.

CARB participa do 33º Congresso da UCE em Joaçaba.

Representantes do CARB estiveram neste último final de semana na cidade de Joaçaba para o 33º Congresso da União Catarinense dos Estudantes.

Os representantes defenderam nos grupos de trabalho, e junto as teses defendidas, a proposta de que a UCE lute no seus próximos dois anos pela reestatização do sistema Acafe, como forma única de salvar o ensino superior nessas universidades fundacionais, onde a educação cada vez mais é mercantilizada, com queda na qualidade e sem compromisso popular algum.

Também relataram, nos poucos espaços do Congresso, o processo anti-democrático na escolha dos delegados, fato este que ocorreu em diversas universidades do estado. Um dos exemplos ocorreu em nossa própria Univali de Balneário Camboriú, onde um grupo de alunos do nosso curso, coordenados pelo acadêmico Leonardo Martins Machado, simplesmente promoveu uma farsa eleitoral, com a comissão eleitoral não divulgando o edital de eleição e aceitando apenas uma única chapa, no caso aquela composta por seus colaboradores. O mais absurdo é que integrantes da própria comissão eleitoral estavam na chapa e foram como delegados para o congresso!

Da mesma forma não ocorreu campanha eleitoral, com prazo mínimo de 3 dias e nem voto em urna dos acadêmicos, conforme determina o regulamento do Congresso. Fatos como esses são lamentáveis, pois os delegados "eleitos" acabam indo ao Congresso sem nem saber o que vão votar ou sem terem passado pelo crivo da soberania do voto dos estudantes, ou seja, não possuem capacidade alguma para representá-los. Isto aconteceu com delegados de Balneário Camboriú e em outros locais que esse processo anti-democrático ocorreu.

Para nós, da Diretoria do CARB, estes fatos precisam ser denunciados, pois por coisas assim que a União Catarinense dos Estudantes acaba se distanciando das lutas populares de base, além de um distanciamento enorme por parte da maioria dos acadêmicos, que sequer conhece a história e o papel da entidade no movimento estudantil de Santa Catarina.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

XVII Convenção Nacional de Solidariedade à Cuba

Ocorre neste feriado na Assembléia Legislativa de Santa Catarina, em Florianópolis, a XVII Convenção Nacional de Solidariedade à Cuba, com a presença de brasileiros de todo o país e ainda de representantes cubanos.

O evento, que também comemorou os 50 anos da Revolução Cubana de 1959, foi baseado na solidariedade quanto ao criminoso bloqueio econômico imposto à Cuba por décadas pelos EUA e já rejeitado inúmeras vezes por Assembléias da ONU. Além disto, debateu-se a solidariedade aos 5 cubanos que estão como presos políticos nos EUA como terroristas, sendo que estavam no país justamente para prevenir ações de grupos terroristas contra o povo de Cuba.

Sabemos que esta pequena ilha do Caribe é repleta de muita polêmica, história e resistência. Por isso convidamos todos a conhecerem uma Cuba que não é mostrada na grande mídia.

Blog da XVII Convenção Nacional de Solidariedade à Cuba:

Portal Cuba Viva:

Jornal Granma Internacional:

Saiba mais sobre o caso dos 5 heróis cubanos presos nos EUA:

quarta-feira, 10 de junho de 2009

CARB estará no Congresso da UCE e repúdia processo anti-democrático na escolha dos delegados!


Nos dias 12 à 14 de junho, acontecerá em Joaçaba, o Congresso da União Catarinense dos Estudantes (UCE).

O processo de escolha dos delegados da Univali de Balneário Camboriú, que vão nos representar neste importante evento, deveria ter sido feito por meio de eleições, com editais amplamente divulgados, campanha e discussão de propostas entre os concorrentes, como manda o Regulamento do Congresso.

Ocorre que um grupo de acadêmicos do nosso curso, de maneira totalmente anti-democrática, acabou instituindo uma comissão eleitoral de fachada, que não divulgou o processo, levando a inscrição de apenas uma chapa, sendo que esta foi 'eleita' pela comissão, sem fazer campanha e sem voto na urna.

Nós do CARB denunciamos a forma que isto foi conduzido, denunciamos também que em nada estes estudantes representam os acadêmicos do nosso campus, pois não foram conduzidos pela soberania do voto. Quando descobrimos estas atitudes nós entramos com recurso na Comissão Organizadora do Congresso, obtivemos respaldo, porém, faltavam dois dias para o término do prazo máximo de credenciamento dos delegados, o que inviabilizou um processo eleitoral legítimo e democrático. Surpreendentemente, este processo anti-democrático e às escondidas acabou sendo aceito.

O CARB estará da mesma forma no Congresso, mesmo não possuindo delegado com direito a voto, pois iremos denunciar esta fachada que só contribui para a UCE se distanciar da base estudantil e, claro, defenderemos nossas bandeiras de luta para que as mesmas sejam incorporadas pela UCE, sendo elas o combate a mercantilização do ensino, a democratização das universidades e ainda a estatização do Sistema Acafe.

É lamentável que estudantes façam isso apenas para prestígio político próprio e não para contribuir com as lutas populares do movimento estudantil. Traremos mais informes sobre o que ocorreu no Congresso

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Carb integra Conselho Municipal da Mulher



COMUM /BC

Acerca de um ano e meio iniciaram os estudos e trabalhos visando a criação do Conselho Municipal de Direitos da Mulher. Surgiu então o movimento "Mulheres na Luta", entidades não governamentais que se uniram escreveram um manifesto e realizaram um ato público divulgando informações para a comunidade como o número de atendimento 180 e Lei Maria da Penha (leia-se lei nº 11340/06).

O processo progrediu.
O nome inicial foi modificado para COMUM - Conselho Municipal da Mulher, outras pessoas se juntaram à luta! O Carb sempre esteve presente, através da participação de membros da diretoria, levantando a bandeira de luta da mulher. Por acreditar que nossa resposta, não deve ser a inércia mas sim, a organização do povo na reinvidicação de seus direitos.

Está em fase final de apreciação pelas entidades que compõem o COMUM o anteprojeto de Lei, que será encaminhado via poder Executivo para a Câmara dos vereadores.

O CARB, cumprindo seu papel social frente as reais demandas de nosso Município e sendo um compromisso de nossa gestão, produzir uma discussão além dos muros de nossa universidade. Apóia a criação do conselho e compoe o corpo das entidades não governamentais. Que com o coletivo, compromete-se a reinvidicar políticas públicas que venham de encontro às necessidades da trabalhadora, mãe, universitária, guerreira mas acima de tudo, simplesmente Mulher.

A Comissão de criação do COMUM informa que a próxima reunião aberta, se dará no dia 08/06 às 17h, na Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social.

Acesse: www.manifestofeminista.blogspot.com

quinta-feira, 4 de junho de 2009

CARB TEM SEUS CARTAZES ARRANCADOS!

Durante a semana o CARB teve cerca de 30 cartazes "FORA GILMAR MENDES" arrancados dos corredores de nosso bloco por ordem do Coordenador Professor Mauro Gasperi.

Entendemos que as ações do Centro Acadêmico Rui Barbosa e de todo o movimento estudantil jamais poderão estar vinculadas a coordenação do curso ou a direção da instituição. E fatos como este só reiteram o quadro de ausência de democracia interna na Univali que há algum tempo viemos denunciando.

A nossa manifestação de maneira alguma é contra o convênio que será estabelecido ou contra a inauguração do PAC (Posto de Atendimento e Conciliação), que atuará na solução de pequenos conflitos e conciliações extrajudiciais, na área do juizado especial cível, com o auxílio de conciliadores.
.
Mas sim, contra a pessoa do "excelentíssimo" Gilmar Mendes, presidente do Conselho Nacional de Justiça(CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF) que declaradamente enchovalha o Poder Judiciário e impede a luta do povo através de movimentos sociais legítimos.
.
Acreditamos sim no princípio constitucional (art. 5º, IV) de que é livre a manifestação de pensamento político sendo vedado o anonimato. Declaramos que nada mais fizemos do que expressar de maneira pacífica nossa indignação frente a este senhor que não condiz com o cargo que ocupa.

Ainda declaramos que é com pesar que publicamos esta nota, pois é inadimissível o movimento estudantil ser tolido em sua liberdade de manifestação, ou acaso regridimos ao período de repressão?